Você é o curioso...

    contador de acesso grátis
    ...
    ''O direito a ser iguais, quando a diferença nos inferioriza; o direito a ser diferentes, quando a igualdade nos descaracteriza''.

Informação geral.


Depois de algum tempo tendo problemas com o blog, hoje dia 17 de Setempro de 2013 eu consegui arrumar o lealt e o template. Estarei postando alguns textos que já tenho pronto. E para deixar bem claro, todos os textos que aqui são postados são registrados por data e hora de postagem pelo blogspot que faz parte do google.com. Os textos que não são de minha autoria terão o nome do autor em baixo do texto em questão. Já os que não têm nome por logica devera ser os meus. Espero que gostem do blog, e agradeço se puderem comentar as postagens.

Grato: Welder Campos Rodrigues.


José Padilha se prepara pra dirigir a nova versão de Robocop. A expectativa é grande, já que após sequencias desastrosas, a franquia se espelha nos filmes da Marvel e promete um volta triunfal. Pra quem ainda tem dúvidas, basta ver o que o diretor pensa sobre a sequencia. É de se empolgar. “O que eu posso falar é: no primeiro RoboCop, quando Alex Murphy é trucidado, você vê alguns relances de hospitais e depois já corta para ele como RoboCop. Meu filme vai mostrar o que tem nesse meio tempo. Como se faz um RoboCop? Como você transforma lentamente uma pessoa em um robô? Como, na verdade, você tira a humanidade de alguém e como você programa um cérebro, por assim dizer? Como isso afeta o indivíduo?”

José Padilha se prepara pra dirigir a nova versão de Robocop. A expectativa é grande, já que após sequencias desastrosas, a franquia se espelha nos filmes da Marvel e promete um volta triunfal. Pra quem ainda tem dúvidas, basta ver o que o diretor pensa sobre a sequencia. É de se empolgar.

“O que eu posso falar é: no primeiro RoboCop, quando Alex Murphy é trucidado, você vê alguns relances de hospitais e depois já corta para ele como RoboCop. Meu filme vai mostrar o que tem nesse meio tempo. Como se faz um RoboCop? Como você transforma lentamente uma pessoa em um robô? Como, na verdade, você tira a humanidade de alguém e como você programa um cérebro, por assim dizer? Como isso afeta o indivíduo?”

0 comentários:

Viva o Livre!

Declaro aberto os portões desta Sociedade Alternativa. Sintam-se platéia de um palco cheio de personagens que nem eu sei de onde vieram.
A única coisa que sei é que eles estão dentro de mim e que vão começar a aparecer.

Melhor se acomodar, que a cortina já abriu...

Curiosidades..

Minha foto
"Eu acho legal o pessoal acessar o blog e não deixar um recadinho… É massa, é a mesma coisa que você cagar e não puxar a descarga… Porque querendo ou não você usou aquilo, pode ser num momento de merda, mas usou certo? Não custa deixar um recadinho falando… legal…"

Seguidores

Blog Archive

Eu queria ser poeta. Mais sou apenas um contador de historias.