Você é o curioso...

    contador de acesso grátis
    ...
    ''O direito a ser iguais, quando a diferença nos inferioriza; o direito a ser diferentes, quando a igualdade nos descaracteriza''.

Informação geral.


Depois de algum tempo tendo problemas com o blog, hoje dia 17 de Setempro de 2013 eu consegui arrumar o lealt e o template. Estarei postando alguns textos que já tenho pronto. E para deixar bem claro, todos os textos que aqui são postados são registrados por data e hora de postagem pelo blogspot que faz parte do google.com. Os textos que não são de minha autoria terão o nome do autor em baixo do texto em questão. Já os que não têm nome por logica devera ser os meus. Espero que gostem do blog, e agradeço se puderem comentar as postagens.

Grato: Welder Campos Rodrigues.


Você começa a perceber se é verdadeiro ou não, pelas atitudes e não pelas palavras.

Perfeição




Vamos celebrar
A estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja
De assassinos
Covardes, estupradores
E ladrões...
Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado que não é nação...
Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião...
Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade...
Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta
De hospitais...
Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras
E seqüestros...
Nosso castelo
De cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda a hipocrisia
E toda a afetação
Todo roubo e toda indiferença
Vamos celebrar epidemias
É a festa da torcida campeã...
Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar o coração...
Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado
De absurdos gloriosos
Tudo que é gratuito e feio
Tudo o que é normal
Vamos cantar juntos
O hino nacional
A lágrima é verdadeira
Vamos celebrar nossa saudade
Comemorar a nossa solidão...
Vamos festejar a inveja
A intolerância
A incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente
A vida inteira
E agora não tem mais
Direito a nada...
Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta
De bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isto
Com festa, velório e caixão
Tá tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou
Essa canção...
Venha!
Meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão
Venha!
O amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça
Venha!
Que o que vem é Perfeição!...
Legião Urbana


Não tenha medo.
Nem tudo tem explicação
Há mistério em quase tudo, nem todo veludo é azul
O coração sempre arrasa a razão
O que é preciso, ninguém precisa explicar
O mundo é muito grande pra quem anda de avião
Pra quem anda sem destino ele cabe na palma da mão
O coração sempre arrasa a razão
O que não tem explicação, ninguém precisa explicar
O sol ainda se levanta no meio de tanta confusão,
No meio da madrugada ele ilumina o Japão...
O coração nunca cansa da canção
O que tá escrito na canção
Ninguém precisa aceitar..

Alguma coisa!


Às vezes a vida tira-nos temporariamente a inspiração,

é como se os pensamentos não quisessem ser traduzidos.
Como se preferissem ficar guardados na memória,
soltos em nossas recordações...


Seio de Minas


Eu nasci no celeiro da arte
No berço mineiro
Sou do campo da serra
Onde impera o minério de ferro

Eu carrego comigo no sangue
Um dom verdadeiro
De cantar melodias de Minas
No Brasil inteiro

Sou das Minas de ouro
Das montanhas Gerais
Eu sou filha dos montes
Das estradas reais

Meu caminho primeiro
Vi brotar dessa fonte
Sou do seio de Minas
Nesse estado um diamante

Paula Fernandes





Sem querer, me pego a escrever
O que a princípio é só um devaneio.
Aos poucos, venho a me surpreender
Como uma ideia solta,
Sem muita explicação
Consegue ganhar tanto destaque
Ultrapassando os limites da imaginação?
É como um vício,
Não consigo parar
Brincar com as palavras é o meu ofício
E disso, não quero me afastar!
Nem sempre tenho o que dizer
Mas a tela em branco me chama
Por isso tenho que escrever.
Sou apaixonado por rimas
A poesia faz parte do meu viver
São nesses jogos de palavras
Que todos podem melhor me conhecer!

Sobre a rotina!


Todos os dias é quase a mesma coisa, graças a uma coisa que alguns não gostam muito, a gente vai se acostumando e no fundo até gostando, me refiro à rotina. Cada pessoa tem a sua e diga o que quiser, mas de certa maneira, ela é a nossa base, o nosso "norte de cada dia".

De vez quando é bom mudá-la um pouquinho, nos trás novos aires, porém é muito bom acordarmos de manhã já tendo pelo menos uma previsão de como será o nosso dia.

Às vezes liberdade demais só nos prejudica. Termos obrigações; algumas cobranças e horários para cumprir nos faz muito bem, pois nos tornam mais responsáveis e atentos diante das situações que a vida nos empoe.

Só não podemos nos acomodar, pois são nessas horas que a vida gosta de nos pregar algumas peças (e nem sempre são do nosso agrado). Precisamos estar sempre atentos e aprender uma coisa que é fundamental para a nossa sobrevivência: nos cuidar!

A vida é linda, mas sobretudo, ela precisa ser leve para podermos de fato sentir toda a nossa alegria transbordar dentro da gente, transparecendo em milhões de sorrisos.

Um poco sobre a vida e a morte!


Vai passando o tempo e nós, finalmente vamos aprendendo algumas coisas que só a prática poderia nos ensinar.

Constatamos que nem tudo é para sempre; que assim como a vida, a morte também nos cerca. Aprendemos que sofrimentos no fazem evoluir, assim como as necessidade. Observamos algumas pessoas que diziam ser nossos amigos nos abandonarem; fortes amores enfraquecerem; antigos gostos mudarem e que o tempo todo tem algo recomeçando em algum lugar...

A vida é assim, fulgaz, por isso devemos aproveitá-la cada segundo. Aceitar a ideia de perda, de certa forma é aceitar a ideia de "nos perder", mas precisamos procurar compreender que faz parte da vida, independente da nossa vontade. Perdemos e ganhamos. Caímos e levantamos. Amamos e odiamos. Acreditamos e nos desiludimos... E assim vamos sobrevivendo!

O importante mesmo é mantermos a nossa fé sempre reforçada; nosso pensamento positivo; sorriso no rosto e amando quem nos fizer bem. Por que do mais, a vida se encarregará de cuidar.

Escrever!


Eu adoro histórias, mas gosto muito mais das entrelinhas das histórias...

Quando releio os meus textos mais antigos um filme passa na minha mente, é como voltar para o momento que tive a inspiração de escrevê-los.

Quando eu era criança, adorava ler histórias infantis, só que quando acabava de ler, ficava com vontade de inventar a minha própria história.

Se eu não me engano, devo ter rabiscado algumas coisas anteriormente, mas foi com uns 12 anos que escrevi a minha primeira poesia.

Comecei escrevendo poesias, na minha sexta ou sétima seria tive uma professora que me enscinou a escrever crônicas, gostei bastante e comecei a escrever. Com o passar do tempo fui gostando cada vez mais de escrever, tornando assim, um hábito.

O tema que mais gosto de discernir é sobre a vida e o que menos gosto é escrever textos muito dedicados. Prefiro falar sobre o sentimento e não de uma coisa em si, pois na vida, tudo pode mudar pessoas que amamos hoje, pode muito nos decepcionar amanhã, algo que gostamos hoje pode não ser a mesma coisa de amanha.

À medida que nós vamos escrevendo, vamos adquirindo mais prática, porém somos dependentes da inspiração. Aqui na Sociedade tenho algumas coisas publicadas e no total já perdi as contas de quantos textos já escrevi... Poesias, crônicas, sonetos... Já compartilhei muitas coisas, e outras tantas ninguém viu ainda!

As palavras para mim têm muita força, talvez porque eu escreva...

Odeio me arrepender por ter escrito algo, se me expressei foi porque tive vontade. Mas enfim, essa é a vida e enquanto eu tiver vontade, continuarei escrevendo e pichando os muros desta Sociedade.

È sobre as minhas ideias, é sobre tudo aquilo que esta em volta!


E por falar em medo... Me perguntaram de onde vinha tanta inspiração, não precisei pensar muito para responder que minha inspiração vem da vida, do cotidiano, das vivências, da natureza, dos sentimentos, das pessoas... Tudo trás inspiração, basta a pessoa aprender a enxergar as coisas de uma maneira diferente.

Gosto de deixar registrado em palavras tudo o que toca o meu coração. As lições que aprendo. As experiências vividas. Os devaneios. As brincadeiras com rimas... É uma forma de eternizar e compartilhar algo que a princípio é só meu.

Tenho medo de perder a minha inspiração, de enxergar só o que está na minha frente e que a poesia me abandone. O dia que um sentimento, uma pessoa interessante, o cantar de um passarinho, um belo sorrio, uma linda paisagem, um tema importante, uma conversa entre amigos, um papel em branco... O dia que essas coisas não me inspirarem mais, minha vida perderá a graça, pois o encanto está na maneira que observo o mundo a minha volta.

Escrever é como fotografar um sentimento. É externalizar a nossa opinião. É traduzir pensamentos soltos. É registrar ideias. Contar fatos, histórias. É explorar a nossa criatividade, ultrapassando os limites da imaginação.

Arnaldo Antunes - Saiba


E assim, eu sigo.


Um momento cheio de espera e distração que sempre aparece antes de me despedaçar e preencher um pedaço de poesia.
Preciso da confusão de um milhão de informação pulsando ao mesmo tempo.
Da ansiedade de uma idéia que surge de um vazio.
Da forma calma de ser desdobrado, preenchido sem pressa.
Do alívio de ter o barulho da alma silenciado.
Do descanso no fim de uma corrida entre pensamentos e sentimentos.

E assim, eu sigo.
Enfim, eu começo.

Tecendo palavras, bordando delicadezas, vestindo sorrisos.

Enfim, eu continuarei.

Sendo poeta, descobrindo inspiração em corpos vestidos de costumes.
Sendo eu, envolvendo a alma.
Sendo agulha, furando o escuro pra deixar a luz passar.
Sendo música, esculpindo corpos cheios de ritmo.
Sendo escolhas, sendo desejo, sendo entregue.

Oração de São Jorge


Eu andarei vestido e armado, com as armas de São Jorge.

Para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam, e nem em pensamento eles possam me fazer mal.
Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrarão sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar.

Jesus Cristo me proteja e me defenda com o poder da sua santa e divina graça.
Virgem de Nazaré me cubra com seu manto sagrado e divino, me protegendo em todas as minhas dores e aflições e Deus com a sua divina misericordia e grande poder seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meus inimigos.

Glorioso São Jorge em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza e que debaixo das patas de seu fiel Ginete meus inimigos fiquem humildes e submissos a Vós.
Assim seja com o poder de Deus de Jesus Cristo e da Falange do Divino Espirito Santo.

São Jorge, Rogai por nós.

Amém.

Vicio


Entre o não dever e fazer, sigo.

Viajo em palavras soltas, cheias de desejos e mentiras poéticas, tentando me encontrar em algumas delas.
São verdadeiras viagens em pensamentos, vontades, desejos, pedidos, declarações...
Devaneios muitas vezes sem nexo, que me chama atenção, me fazendo entrar nessas histórias, me emocionar, machucar ou até mesmo me inspirar.
As palavras têm o dom de nos cativar, de nos prender em uma realidade que nos convém.
As histórias nos cativa, prende a nossa atenção, de uma forma ou de outra, nos fazendo querer sempre mais e mais, como uma espécie de ciclo vicioso.

Essa piada não tem a menor graça!


E você, já comeu as comidas que gosta hoje?

Já trabalhou?
Já demonstrou nem que seja por um olhar que ama as pessoas especiais na sua vida?
Já falou muita bobagem hoje?
Essa vida é muito ingrata, nos deixa na total incerteza. A gente passa boa parte da nossa vida estudando, anos e anos no colégio, faculdade; depois mais algum tempo até arrumarmos um bom emprego, perdemos horas dos nossos dias com preocupações, levamos certo tempo até encontrarmos um amor verdadeiro, para um dia, do nada, nos deparamos com a morte.
Não é justo!
Essa é uma piada que não tem graça.
É como se a vida fosse algo emprestado, que "usamos" por um tempo e depois de certo tempo, temos que devolvê-la, como se toda nossa luta tivesse sido em vão.
Aceitar a ideia de "nos abandonar" não é nada fácil...
Definitivamente essa piada não tem a menor graça!

Mãe e Pai, amor eterno!




"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca falha."

1 Coríntios 13:1-8



Viva o Livre!

Declaro aberto os portões desta Sociedade Alternativa. Sintam-se platéia de um palco cheio de personagens que nem eu sei de onde vieram.
A única coisa que sei é que eles estão dentro de mim e que vão começar a aparecer.

Melhor se acomodar, que a cortina já abriu...

Curiosidades..

Minha foto
"Eu acho legal o pessoal acessar o blog e não deixar um recadinho… É massa, é a mesma coisa que você cagar e não puxar a descarga… Porque querendo ou não você usou aquilo, pode ser num momento de merda, mas usou certo? Não custa deixar um recadinho falando… legal…"

Seguidores

Blog Archive

Eu queria ser poeta. Mais sou apenas um contador de historias.