Você é o curioso...

    contador de acesso grátis
    ...
    ''O direito a ser iguais, quando a diferença nos inferioriza; o direito a ser diferentes, quando a igualdade nos descaracteriza''.

Informação geral.


Depois de algum tempo tendo problemas com o blog, hoje dia 17 de Setempro de 2013 eu consegui arrumar o lealt e o template. Estarei postando alguns textos que já tenho pronto. E para deixar bem claro, todos os textos que aqui são postados são registrados por data e hora de postagem pelo blogspot que faz parte do google.com. Os textos que não são de minha autoria terão o nome do autor em baixo do texto em questão. Já os que não têm nome por logica devera ser os meus. Espero que gostem do blog, e agradeço se puderem comentar as postagens.

Grato: Welder Campos Rodrigues.

Sobre as contradições!




Pouca comida é miséria, comer pouco é educação. Feiura no rosto é apenas feio, feiura na tela é irreverência. Lixo é repugnante, lixo moldado é reciclagem. Mulher nua na rua é prostituta, mulher rua na rua segurando um cartaz é protesto. Velho com vitrola é atrasado, jovem com vinil é estilo. Pobre artista é pichador, rico com tinta é gênio. Baile funk é perda de tempo, balada eletrônica é diversão. Ir sem roupa ao shopping é atentado violento ao pudor, ir sem sem roupa à praia é naturalismo. Milionário usando chinelas é humilde, humilde com chinela é milionário. Cachorro com coleira é fofo, cachorro sem coleira é vira-lata. Sirene em bairro rico é ambulância, sirene em favela é polícia. Estrondo em dia de jogo são fogos de artifício, estrondo em dia de jogo dentro da comunidade são traficantes. Aluno que cola é esperto, aluno que estuda é otário. Mentira dita muitas vezes é verdade, verdade nunca dita é mentira. Solidão aos dezesseis é drama, solidão aos sessenta é necessidade. Cabelo enrolado é cabelo ruim, cabelo liso com babyliss é sexy. Palmada em filho é disciplina, palmada em aluno é caso de notícia. Modelo gorda é inaceitável, modelo magra é pleonasmo. Macaco é racismo, branquelo é apelido. Seios na televisão é apelação, seios na televisão em fevereiro é carnaval. Foto do pé é cafona, foto do pé com efeito de instagram é vintage. Criança magra é desnutrida, criança obesa é descuido. Menino com amigas é gay, meninas com amigos é oferecida. Homem com várias é inspiração, mulher com vários é mal falada. Adotar um bebê é amor, adotar um adolescente é caridade. Palavrão na rua é baixaria, palavrão na música é alternativo. Verde e amarelo é cafonice, torcer pra seleção é patriotismo. Beijar é bom, beijar dois na mesma festa é segredo, beijar outro é traição, beijar ninguém é ser encalhado. Andar de mãos dadas é fofo, andar da mãos dadas com alguém do mesmo sexo é pouca vergonha. Reclamar do governo é legal, fechar a TV no horário político é rotina. Mandar cartas é velharia, receber cartas é romantismo. Não ter filhos é lamentável, optar por não ter filhos é estilo de vida. Xingamento na cama é ousadia, xingamento na mesa é barraco. Criança loira, bem vestida e sozinha está perdida, criança negra, suja e sozinha é assaltante. A fome é um problema mundial, a fome do outro não é problema meu. Bonita e difícil é atraente, bonita e fácil é vagabunda, feia e difícil é burra, feia e fácil é descartável. Bater em mulher é machismo, mulher bater em homem é engraçado. Católico assassino é banalidade, protestante assassino é hipocrisia. Passear no campo é liberdade, morar no campo é falta de dinheiro. Óculos espelhado é horrível, óculos espelhado de marca é moda. Livro de cinquenta reais é caro, uísque de cinquenta reais é festa. Matar um cachorro é desumano, matar um boi é churrasco. Um assassinato é fatalidade, três mil é estatística. Ser ou não ser é Shakespeare, indecisão é defeito. Acreditar no amor é beleza, acreditar em alienígenas é ilusão. Grito na música é rock’n’roll, grito sem ritmo é falta de argumentos. Loucos só passaram a existir quando a normalidade foi inventada, diferenças só não foram aceitas quando alguém tentou ser diferente. Conceitos não mudam realidades, mas realidades mudam conceitos. Pessoas não são palavras, mas palavras formam pessoas. Se é certo que somos produtos do meio, é certo também que somos somente produtos. Indivíduos são matérias-primas em abundância, mas individualidade é artigo de luxo. Rótulo na embalagem é essencial, rótulo em tudo é apenas uma sociedade.




Sobre os supostos segredos atras da porta!




Fico aqui me perguntando na maioria das vezes quando a porta do quarto já está fechada, o motivo de fechar a porta.
Privacidade, conforto ou mania?
Fechar a porta quando a casa está uma verdadeira bagunça, quando todos os eletrodomésticos estão ligados ou o seu pai está assistindo a um filme no qual as pessoas só atiram é normal. Os ouvidos merecem paz interior, também.
Quando uma visita chega na sua casa, você fecha a porta para conversar mais relaxada assuntos que quem está lá fora não precisa saber. 
Aceitável, também.
Fechar a porta quando o celular toca e é a pessoa que você ama, e você quer conversar.
Totalmente aceitável.
Mas fechar porta quando se está sozinho, isso mesmo, sozinho, onde você pode aumentar o som na maior altura e no máximo e se tiver azar o vizinho vai reclamar, é normal? 
Não, é mania.
Da mesma maneira que se cria a mania de dormir com ou sem pijama é mania de fechar a porta sempre que se entra no quarto. Com a idade, o quarto vai virando uma espécie de casa dentro de casa. Sua mãe começa a mexer menos, começa a perguntar menos  sobre objetos que aparecem na prateleira, começa a aceitar sua bagunça. Chega-se em casa, cansado do dia que esgota até a última disposição da alma, tranca-se no quarto e só assim você diz: cheguei em casa.
Você tira a roupa sem pudor, joga no chão, deita na cama suado, pega o celular, lê a mensagem que chegou, deixa a mensagem aberta em cima do criado, tira do bolso da calça as anotações do dia os recibos do cartão de credito, joga na gaveta sem restrição de que alguém vai dar conta de como o seu dinheiro foi usado.
Tomar banho de porta aberta se você tem uma suíte, andar pelo quarto sem toalha, estudar deitado na cama com os pés levantados na parede.
Tudo é permitido.
O quarto de porta fechada é um dos mundos mais confortáveis que se tem. O fato de estar só, longe de olhos questionadores, colabora para isso.
Uma coisa que se percebe, quando se vai morar com alguém, é a divisão do quarto. Duas pessoas começam a dividir um espaço que antes já foi particular. A cama é para dois, o guarda roupa é para dois, o banheiro é para dois, a mesa tem duas cadeiras, dois travesseiros, dois lençois, duas toalhas, tudo duplo. É quase inevitável ter que mostrar tudo o que se está sentindo quando a situação dupla está em vigor.
A outra pessoa vai, querendo ou não e de alguma maneira, perceber a maneira como se dorme, como se veste, como se esconde as lágrimas, o tempo que se demora no banheiro. Então, usa-se a sala como refúgio. Um refúgio sem porta, mas pelo menos, solitário quando a outra pessoa decide ir dormir.
Usa-se a cozinha para confortar o que está machucando. Sim, comida é um ótimo amigo! Preenche todos os nossos vazios no fim do dia.  
A porta fechada também alimenta a imaginação.
Quem fica do lado de fora, fica pensando o que está acontecendo  ali dentro. E quer ver curiosidade maior?
Imagina a situação:  uma pessoa bate na porta, quem está dentro grita para esperar alguns minutos, a pessoa de fora escuta um barulho de coisa sendo arrumada, guardada e só então quem está dentro abre a porta. Quem está fora fica com uma cara de nada olhando, procurando algo e a pessoa de dentro louca para dizer tchau e fechar aquele pedaço de madeira vedante com trinta voltas de chave.  Ou pior, quem está dentro, abre 5 centímetros de porta e diz: o que foi? Sem ao menos permitir que a pessoa que está fora saiba se você esta nu ou não.
Intrigante, muito intrigante.

Bem, deixa eu ir abrir a porta. O vento precisa circular, eu preciso andar e o você vai imaginar como sua porta funciona depois disso aqui.

O amor pode durar para sempre!


Este comercial é perfeito, fora a musica que eu amo.
É simplesmente a perfeição do amor, a prova que um amor verdadeiro pode durar para sempre. É graças a comerciais e musicas assim, que eu luto todos os dias pelo meu amor!




A musica é  Your Song cantada por Ellie Goulding....

23 anos



Todo ano nós temos o nosso dia
O dia do nosso aniversário
Onde com muita alegria
Devemos comemorá-lo.

É um dia doce
Cheio de atitudes gentis
Que nos enche de mimos
Tornando a nossa vida mais feliz.

Também é um dia de agradecimento
Por estarmos vivos e com saúde
Aproveitando cada momento.

Que neste dia o que desejarmos aconteça
Que a esperança nos motive
E que a tristeza definitivamente desapareça!

Hoje é o meu aniversário.
Peço a Deus que me dê forças para conquistar tudo o que ainda me falta
e que não me deixe faltar amor, paz, saúde, realizações e fé no amor que tenho por você anjo!

.. W&L..  Obrigado por estar ao meu lado hoje...


365 coisas que eu amo em você.




Eu amo o jeito como você anda, amo como você fingi ri das minhas piadas sem sentido algum, amo a sua mania exagerada de me querer perto só de vez em quando, amo quando você chega e esquece de ficar, amo quando você me liga, amo quando você me responde, amo o seu silêncio, amo essa pinta de galã que você tem, amo esses seus cabelos pretos, amo esse seus olhos castanhos claros meio esverdeados ou castanho escuro ou verdes vivos heheheh, amo essa tua pele, amo a tua mania de deixar a toalha cair quando entra no meu quarto, amo quando você me chama para sair, amo quando precisa de alguma coisa, amo a sua mania de me querer por perto, amo o jeito com que você arruma o cabelo, amo o seu exagero musical, amo o seu caráter, amo mais ainda sua integridade, amo a mania com que você me deixa pra cima, amo a facilidade que você tem pra me reerguer, amo quando acorda de manhã, amo quando você escreve, amo quando você me manda algum e-mail, amo quando você me chama para andar, amo quando você dá risada num momento sério, amo quando você se atrasa heheh não muito, amo quando você me chama pra tomar milk shake, amo quando você me faz chorar de felicidade, amo mais ainda quando você me faz rir.
Amo a sua superioridade de rei, amo a sua egocentricidade, amo a sua eficácia, amo a sua mania de querer cuidar de mim, amo a sua mania insuportável de corrigir alguns erros meus, amo a sua mania de bocejar enquanto dorme, amo a sua mania de mandar eu segurar o guidão da moto com as duas mãos, amo quando você me da algum livro para ler, amo quando você me entende, amo quando você me quer de volta, amo quando você  me perdoa, amo o seu perdão.
Amo quando eu volto pra sua casa só porque você me mandou uma mensagem dizendo que me amava, amo a sua mania insuportável de me querer na cama depois das 8 e meia da manhã, amo quando você me ama por inteiro, amo quando você me deixa pela metade, amo a sua orelha, amo a facilidade com que você tem de sair e voltar quando quer, amo quando esta bravo, amo mais ainda o seu silêncio irônico hehehe.
Amo quando você me deixa sem palavras, amo quando você me encanta de repente, amo quando você me espera, amo ainda mais esperar por você.
Amo a sua mania de andar rápido, amo a sua mania de querer comer comidas gordurosas, amo a sua mania de amar o chocolate mais que eu, amo os seus cravinhos, amo mais ainda os seus dedos das mãos me tocando.
Amo a sua mania de querer me ver em fotos quando era pequeno, amo quando você pede pra eu ser mais sensual, amo quando você pede pra eu ser mais carinhoso, amo quando você tem ciúmes, amo quando você me chama pra sair enquanto prefere estar assistindo o seu programa preferido, amo quando você me chama de algum apelido, amo quando você me traz café na cama, amo quando você usa cueca Box branca, amo quando você escuta suas músicas no último volume e dança, amo quando você me pede pra desligar a luz antes de dormir, amo fazer massagem em você, amo ter que comprar presente para você, amo ter que conviver com o seu jeito meio estabanado todos os dias, amo a sua letra, amo quando você escreve “agente”, amo quando você me escreve falando que esta com saudade, amo que você seja feliz, amo quando os seus amigos fazem de você mais do que eu posso, amo quando você me interrompe, amo quando você desliga na minha cara e logo depois me retorna, amo os seus dramas de novela das 21:00, amo as suas crises de riso, amo os seus erros, amo os seus defeitos, amo as suas qualidade e amo mais ainda a sua mania de me fazer cafuné.
Amo quando você me cansa, amo quando você me implora pra ficar mais um pouquinho, amo quando você me diz pra ir embora querendo que eu fique, amo quando você me traz um presente, amo mais ainda quando você não esquece de me dar atenção. Amo quando você me olha com o canto do olho, amo quando você me olha parecendo que esta me despindo, amo receber seus elogios, amo quando você não me leva ao cinema para irmos comer em algum lugar, amo quando você diz I Love you, amo ter que te amar, amo te querer, amo você por inteiro, amo o estilo que você se veste, amo tudo que te compõe. Amo a sua mania que me instigar, amo a maneira com que você acha graça de tudo, amo quando você deita no meu colo, amo quando você me pede beijo no rosto, amo quando você pede cafuné, amo quando você me pede comida, amo quando você me pede atenção, amo quando você me pede um mísero afago, amo quando você me esquece de manhã mais lembra de mim a tarde, amo quando você se troca, amo quando você tira minha roupa, amo como você fala alto de vez em quando, amo a mania que você tem de me achar inteligente, amo como você sabe falar inglês heheh, amo você por não saber falar inglês, amo como você se priva, amo quando você me priva, amo quando você conta como foi o seu dia, amo quando você não me chama pra dormir ao seu lado para nós ficarmos acordados até tarde, amo quando você me chama pra assistir um filme, amo assistir filmes com você, amo quando você não acentua as palavras, amo como você adora filmes de terror, amo a sua mania de me achar enjoado por ouvir músicas melosas, amo você porque você odeia filmes dramáticos mais vê assim mesmo comigo, amo quando você me dá flores, amo quando você faz florescer, amo quando você me enche o saco, amo quando você me faz cócegas, amo a sua risada, amo o tom da sua voz, amo seu cheiro de banho tomado, amo a sua intolerância, amo o seu jeito romântico, amo o seu jeito irônico, amo o seu jeito de dançar no ônibus, amo o seu jeito engraçadão, amo o seu jeito criança, amo o seu jeito homem, amo o seu jeito menino de ser, amo o seu jeito de me achar sem jeito, amo quando você me congela, amo quando você não me descongela, amo quando você acha que está certo quando não está, amo a sua mania de me contradizer, amo a sua esperteza, amo a sua inteligência, amo a sua humanidade, amo o jeito que você trata os seus cachorros, amo o seu ciúme por eles, amo as suas palavras de carinho, amo o jeito que você mexe no cabelo, amo o jeito que você ronca, amo o jeito que você respira, amo o jeito que você rola na cama enquanto dorme, amo o jeito espaçoso, amo a sua rapidez, amo a sua falta de vergonha, amo o seu jeito engraçado com as pessoas, amo o seu cheiro, amo o seu perfume, amo o seu suor, amo sentir o seu perfume no meu travesseiro, amo a sua mania de me deixar sem coberta, amo quando você me cobre, amo quando você traz um copo d’água pra mim, amo quando chove e você esta comigo, amo quando você não é escasso, amo quando você é mais que o suficiente, amo quando você transborda, amo quando não falta você, amo sua criatividade, amo a sua trivialidade, amo suas mãos, amo seu pescoço, amo as suas costas, amo os seus ombros largos, amo a maneira com que você me abraça, amo a maneira com que você me acolhe, amo a maneira com que você me larga nesse mundo, amo a sua falta de sensibilidade, amo a sua irrelevância para o mundo, amo a sua mania de abraçar seus cachorros mais do que eu, amo suas calças amassadas, amo o jeito que você se encolhe no frio, amo o jeito que você treme o queixo, amo quando você pega meus picles, amo quando você me pergunta o significado de alguma coisa, amo quando você me espera para caminhar cansado, amo a sua mania de me querer, amo a sua mania de me aguentar, amo quando me liga para te buscar todos os dias, amo a maneira como coloca as mãos no rosto quando está aflito, amo quando você me atinge com sua boca fazendo brum na minha barriga, amo quando você me atravessa, amo as suas meias, amo ver você estudar, amo quando você me pede uma opinião, amo quando você me pede uma explicação, amo quando você me pede uma descrição, amo quando você me pede apenas um minuto de descanso, amo quando me pede um dia para dormir, amo quando você me empresta dinheiro, amo quando você paga o meu algodão-doce, amo quando você diz que quer ter 3 filhos, amo quando você me fita, amo o brilho dos seus olhos, o cheiro do seu cabelo, amo o seu sorriso, amo a sua desordem, amo sua ordem, amo os seus escrúpulos, amo o sua cama, amo a sua perfeição, amo o jeito como você é perfeccionista, amo a sua exatidão, amo a sua falta de exatidão, amo a sua carência, amo a sua solidão, amo os seus gritos, amo quando você planeja viajar comigo, amo quando você me deixa esperando na sala enquanto toma banho, amo quando você me leva, amo quando você chora de felicidade, amo quando você está feliz, amo quando você me torra a paciência quando quer alguma coisa, amo você por ser tão bonito, amo você por ter tanta beleza, amo você por ser tão você, amo você por ser tão enigmático, amo sua falta de respeito, amo o jeito como você dança, amo as músicas que você escuta, amo o lugar onde você mora, amo o jeito do seu quarto, amo o cheiro que você deixa ao passar por mim, amo quando você para e fica rindo pra mim sem motivo, amo quando você tenta se superar, amo quando você pede promessas, amo quando você faz promessas, amo quando você me ouve, amo mais ainda quando te escuto.
Amo o jeito que você me chama, amo o jeito que você me convida pra sair, amo as suas poucas cartas, amo os seus sentimentos, amo a sua saudade, amo seu ciúme pelas suas coisas, amo quando você se esquiva de mim, amo o seu conceito sobre meus textos, amo quando você escreve sobre mim, amo sua verdade, amo quando você me faz viver, amo a maneira como você me tem, amo a sua falta de horário, amo a sua insanidade, amo o jeito que você me deixa sã, amo o jeito que você me supera, amo o jeito que você se eleva, amo o jeito que você pula, amo o jeito que você grita, amo o jeito que você fala com os filhotes, amo a sua pressa no mercado, amo a sua pressa na fila da loterica, amo a sua falta de paciência, amo seus sonhos, amo seus dentes, amo seus carinhos, amo o jeito que você me puxa, amo o jeito que você me segura, amo o jeito que você me beija, amo o jeito que você me para, amo o jeito que você me joga pra cima sem medo, amo a sua segurança, amo as covinhas quando você sorri, amo cada fio de cabelo seu, amo música que você gosta, amo tudo em você, desde os pés à cabeça.
Amo a sua mania de querer tudo pra hoje ou para amanha, amo a sua mania de me expor pra todos, amo a sua mania de se expor, amo quando sai do seu trabalho, amo quando você estuda, amo quando você tem tempo pra mim, amo quando você escreve mas e cita o meu nome, amo porque você não é igual a ninguém, amo a sua contradição, amo seu sonho de casar na praia comigo, amo os seus desejos, amo o seu sonho de querer morar bera mar, amo o seu jeito de querer segurar o mundo com uma mão, amo a sua compreensão e a falta dela, amo o jeito como você toma os meus problemas, amo o jeito que você vira a aba do boné para traz, amo quando você deixa o cabelo bagunçado, amo suas posições, amo o seu charme, amo a sua maturidade, amo quando você pede pra eu cortar o cabelo, amo quando você pede para tirar a barba, amo quando você esquece alguma coisa, amo quando você vai na varanda para respirar, amo o jeito que você respira no meu pescoço, amo o jeito que você anda desfilando, amo o jeito que você corre, amo o jeito que você tenta me seduzir, amo quando você me seduz, amo quando você me leva pra cama sem nenhum problema, amo quando você me traz de volta, amo te citar em tudo, amo quando você vence, amo quando você diz que me ama, amo quando você diz “pra sempre”, amo quando você me desenha, amo os seus dotes, amo a sua mania de querer inventar coisas, amo a sua mania de querer me beijar sempre, amo o jeito que você gesticula, amo o jeito que você instiga a todos, amo o jeito que você escreve, sem dó alguma.
Amo quando você me lembra que eu te amo, amo quando você me beija e diz me querer pra sempre, amo a sua timidez, amo a sua falta de timidez, amo a sua mania de dar conselhos bons, amo a sua mania de me surpreender, amo quando você não me surpreende, amo quando você canta, amo quando você fica cheiroso, amo quando você me esquece na gaveta e volta para me tirar de dentro dela, amo quando você não paga as contas, amo quando você fica 1 hora no banheiro, amo quando você fala comigo, amo a sua voz, amo o seu gosto musical, amo a sua preferência social, amo a sua mania de me amar, amo a sua saudade, amo escutar seu coração, amo o seu sarcasmo, amo as suas lembranças, amo os seus problemas, amo a sua mania de me ligar em plena madrugada, amo os seus cuidados, amo quando você se cuida, amo quando você vai no médico, amo quando você é calor, amo quando você é quente, amo quando você não falta, amo quando você é absurdo, amo quando você é tudo, amo quando você me tem, amo quando você me levanta pra cima com um abraço, amo quando você estrala um ossinho meu com um abraço, amo quando você me toca.
Eu te amo e isso está claro, mas eu juro eu irei te amar mais e mais a cada dia.
Eu amo os seus gestos, as suas cores, as suas preocupações comigo,  as suas irrelevâncias, te amar tanto é tão bom.
Eu amo suas coisas óbvias, te prever e por último, mas não menos importante: amo a maneira como você me tem sempre. De novo, de novo e de novo.

W & L 
18 de Outubro de 2012
Te amo para sempre!

Sobre o amor que eu tenho por você..




Eu te amo incondicionalmente, infinitamente, inexplicavelmente, extremamente, inigualavelmente, indiscutivelmente, idolatradamente, eternamente, ilimitadamente, imaculadamente, imortalmente, imponderavelmente, incomensuravelmente, impostergavelmente, impreterivelmente, improrrogavelmente, imutavelmente, inabalavelmente, incessantemente, inconcebivelmente, indelevelmente, independentemente, indeterminadamente, indispensavelmente, indissoluvelmente, indivisivelmente, inerentemente, inesgotavelmente, inestimavelmente, inevitavelmente, inexaurivelmente, infatigavelmente, inflexivelmente, inimaginavelmente, inesquecivelmente, inquestionavelmente, integralmente, inteiramente, irreversivelmente, intensamente, invariavelmente, irredutivelmente, incomparavelmente, invulneravelmente, irrefutavelmente, irrepreensivelmente, irrevogavelmente, excepcionalmente, incrivelmente e eu te amo...


Te amo. Só isso. Tudo isso. E é essa minha resposta quando você me pergunta por que eu ainda estou aqui. É simples, sem enrolação, sem respostas complexas e filosóficas: só te amo. E te amar já basta. E te amar me revigora e me dá forças pra aguentar o resto.

Guarda para mim!



E neste dia tédioso e chuvoso, um texto para você meu anjo. 

Guarda para mim, o teu melhor sorriso. E a tua mais alta risada.
Guarda o cheiro do teu corpo quando você acaba de sair do banho, e daqueles outros tantos perfumes que você usa.
Guarda, para mim, o som mais inesquecível, que é o da tua voz.
Guarda até aquelas suas manias bobas, que me fazem sorrir.
Guarda cada detalhe teu, cada milímetro, cada minúcia tua… Eu faço questão, mesmo que isso pareça bobo.
Guarda o teu abraço quente para a noite mais fria e, também, teu abraço apertado para o nosso reencontro.
Guarda os teus olhos que me enxergam muito melhor do que eu sou. E que, quando me olham, me fazem querer ser olhado cada vez mais. Guarda, para mim, o teu jeito de menino. E as tuas piadas sem graça que eu finjo achar graça só para te ver rindo daquele teu jeito bonito.
Guarda as tuas manias, e esse teu costume de dormir escutando a minha voz.
Guarda os teus medos, teus tropeços e erros.
E, se algo der errado, guarda a tua confiança em saber que eu tornarei tudo melhor. Guarda amor. Guarda o que for teu. Mas, deixa que eu guarde o teu coração.
Deixo ele bem aqui, coladinho ao meu.





Raul disse que tem que ser selado
Registrado
Carimbado
Avaliado
Rotulado
Se quiser voar
Eu sei que ele nasceu a 10 mil anos atrás
E não tem nada nesse mundo que ele não soubesse demais
Mas eu acho que não precisa disso tudo pra poder voar não
É só colocar as asas de fora e Plunct Plact Zum



A Lua Que Eu Te Dei


Venha, venha, que a Sociedade reabriu!






Por algum tempo eu fiquei sem entrar no blog, mais agora postarei textos semanalmente, to tendo problemas com este template (visual do blog) então assim que achar um template que eu goste eu irei trocá-lo, espero que gostem deste texto, que conta um pouco da vida de um senhor chamado João! 


Eu queria ser poeta. Mais sou apenas um contador de historias.

E é assim dês de 1965..


João sentado na praça, lendo o mesmo jornal todos os dias, desde 1965. João sentado na praça, aquele velho esquisito que não conhece ninguém, aquela sombra no banco, de terno cinza e gravata amarela, com a bengala de um lado e o chapéu do outro.
Bico de fumo na boca, tosses bravas e sabe-se lá há quantos anos ele já deveria ter morrido de qualquer porcaria no pulmão.
Um homem de meia idade passa, cumprimenta João com alguma coisa parecida com um olhar desdenhoso atrás dos óculos escuros, enquanto passeia com o cachorro pequeno e gordo, de coleira apertada.
João pensa: Está começando a dieta hoje e o pobre do cão que aquente as pontas.
Dieta por que? Porque semana passada a mulher o abandonara, estava com crise dos anos dourados. Certamente, precisa do cachorro para não tropeçar em nada, já que o sacrifício em deixar os óculos de grau em casa é grande demais para um velho míope solteiro contra a própria vontade. João riu enquanto a figura sumia ao longe.
Poxa, ele gostaria de tê-lo conhecido. Mas não houve nem tempo para pensar o nome. Uma linda mulher de cabelos presos aproximou-se, sentou-se, bebericou dois goles d’água, e prosseguiu a caminhada. João abaixou o jornal, deu duas olhadelas e riu novamente. Solteira há quinze dias depois de descobrir que o namorado a condecorara com um belo par de chifres e escuta música alta no celular de última geração para não escutar os gritos do próprio pensamento. Cede aos apelos do corpo, mas nunca houve espaço para um carinho na alma. Pobre, rica e linda senhorita… João gostaria de tê-la conhecido.
Aquela, perto do carrinho de sorvete, é apaixonada por jogadores de futebol. E aquele senhor adormecido na janela do ônibus? Ah, aquele serviu ao Exército, foi marinheiro ou quem sabe rodou o mundo em quatro dias.
O pipoqueiro sorri, mas queria ser palhaço. O palhaço, por sua vez, compra uma garrafa da água para tomar com os antidepressivos. O pipoqueiro que é feliz, apaixonado pela moça dos panfletos, que odeia pipoca e tem dois namorados.
O rapaz de braço engessado olhando para o céu morre de medo de altura, mas sonha em pular de para-quedas.
A mocinha de olhos verdes que lê romance na sombra do grande carvalho subiu demais e quer cair das nuvens. Pobres mocinhas e rapazes… Ah, pobres humanos, pobres destinos, pobres diabos.
João gostaria de tê-los conhecido. Mas não, João é um velho sentado na praça, lendo o mesmo jornal desde 1965, porque as notícias são pessoas e pessoas não mudam. João é só aquele idoso fumante que não conhece ninguém, lendo as mesmas pessoas, criando novos roteiros.
João é aquele velho, aquele velho sentado na praça, de terno cinza, soltando fumaça, que habita vários mundos, que decora vários cheiros, que enfeita vários olhares, que conhece várias histórias, mas nem sequer conhece a própria...


Viva o Livre!

Declaro aberto os portões desta Sociedade Alternativa. Sintam-se platéia de um palco cheio de personagens que nem eu sei de onde vieram.
A única coisa que sei é que eles estão dentro de mim e que vão começar a aparecer.

Melhor se acomodar, que a cortina já abriu...

Curiosidades..

Minha foto
"Eu acho legal o pessoal acessar o blog e não deixar um recadinho… É massa, é a mesma coisa que você cagar e não puxar a descarga… Porque querendo ou não você usou aquilo, pode ser num momento de merda, mas usou certo? Não custa deixar um recadinho falando… legal…"

Seguidores

Eu queria ser poeta. Mais sou apenas um contador de historias.