Você é o curioso...

    contador de acesso grátis
    ...
    ''O direito a ser iguais, quando a diferença nos inferioriza; o direito a ser diferentes, quando a igualdade nos descaracteriza''.

Informação geral.


Depois de algum tempo tendo problemas com o blog, hoje dia 17 de Setempro de 2013 eu consegui arrumar o lealt e o template. Estarei postando alguns textos que já tenho pronto. E para deixar bem claro, todos os textos que aqui são postados são registrados por data e hora de postagem pelo blogspot que faz parte do google.com. Os textos que não são de minha autoria terão o nome do autor em baixo do texto em questão. Já os que não têm nome por logica devera ser os meus. Espero que gostem do blog, e agradeço se puderem comentar as postagens.

Grato: Welder Campos Rodrigues.

Sobre o medo de ser adulto...




Comecei este texto há uns sete meses atrás, estava na faculdade ainda. Hoje eu o terminei, ficou até legal.

Eu queria não ter que precisar crescer. Crescer assusta crescer dói. Dói muito, dependendo do quão cedo você é jogado da zona adolescente direto para a zona adulta. É muito estranho quando você se enxerga velho o suficiente para ir pra um bar e voltar a hora que quiser, mas fica com o rabinho entre as pernas se o seu chefe briga com você pelo atraso logo na segunda de manhã.
Colo de mãe é algo realmente milagroso. Eu lembro que quando eu era criança, eu costumava dormir no colo dela porque estava chateado já que aquele dia no colégio tinha sido o dia de levar brinquedo e eu me esqueci de levar meu carrinho do Caça Fantasmas. Hoje eu preciso de colo porque tenho decisões pra tomar daqui pra frente (algumas me assustam muito, outras, nem tanto…)
Mas são decisões que irão realmente fazer a diferença e que irão mudar completamente o sentido da correnteza do meu rio. Decisões que irão fazer meu avião passar por uma forte turbulência.
Eu lembro que quando eu tinha 10 anos, eu achava que ter 18 iria ser o máximo e que a vida seria muito mais interessante e divertida depois que eu pudesse ir para uma balada com os amigos e voltar às 7 da manhã. Agora, tenho 22 anos, tenho nojo de balada e às 7 da manhã é o horário que eu estou indo dormir, depois de ter passado horas em frente ao computador escrevendo minha monografia para ter meu diploma na faculdade. Ou seja, no quesito “virar um adolescente normal”, eu fracassei.
E realmente não me arrependo. Até me orgulho de ser estranho do jeito que eu sou. Enfim, crescer é deprimente. Você percebe que você passou anos guardado dentro de uma caixinha, e que agora a vida abriu sua casquinha protetora. E você terá de sair.
Sua caixinha serviu pra te guardar enquanto você esteve se preparando pra algum dia, explorar o mundo que existia fora da sua zona de conforto. Às vezes eu irei precisar de colo, mas o colo que eu preciso não estará por perto.
Medo de ficar sozinho, todos temos. Mas o medo de se arriscar consegue ser ainda maior.
Tudo que é novo assusta demais, gera insegurança, dúvidas, tristezas e angústias.
Mãe, cadê meu colo?

0 comentários:

Viva o Livre!

Declaro aberto os portões desta Sociedade Alternativa. Sintam-se platéia de um palco cheio de personagens que nem eu sei de onde vieram.
A única coisa que sei é que eles estão dentro de mim e que vão começar a aparecer.

Melhor se acomodar, que a cortina já abriu...

Curiosidades..

Minha foto
"Eu acho legal o pessoal acessar o blog e não deixar um recadinho… É massa, é a mesma coisa que você cagar e não puxar a descarga… Porque querendo ou não você usou aquilo, pode ser num momento de merda, mas usou certo? Não custa deixar um recadinho falando… legal…"

Seguidores

Blog Archive

Eu queria ser poeta. Mais sou apenas um contador de historias.