Você é o curioso...

    contador de acesso grátis
    ...
    ''O direito a ser iguais, quando a diferença nos inferioriza; o direito a ser diferentes, quando a igualdade nos descaracteriza''.

Informação geral.


Depois de algum tempo tendo problemas com o blog, hoje dia 17 de Setempro de 2013 eu consegui arrumar o lealt e o template. Estarei postando alguns textos que já tenho pronto. E para deixar bem claro, todos os textos que aqui são postados são registrados por data e hora de postagem pelo blogspot que faz parte do google.com. Os textos que não são de minha autoria terão o nome do autor em baixo do texto em questão. Já os que não têm nome por logica devera ser os meus. Espero que gostem do blog, e agradeço se puderem comentar as postagens.

Grato: Welder Campos Rodrigues.

Imaginação nas nuvens!




Ah quanto tempo eu não escrevo uma crônica! Olhando umas fotos de nuvens no facebook que alguém postou, simplesmente veio este texto, e em poucos minutos ele estava pronto!

Imaginação nas nuvens!




Olhando para o céu, vi a morte. Não era alguém caindo de um avião, nem um pássaro baleado pairando no ar na tentativa inútil de não alcançar o chão.
Era uma nuvem. Uma nuvem que não era minha em um céu que não era meu.
Elas não estavam ali, atrás da janela, para compor os cenários dos meus delírios ou servir de panela para afogar sonhos, estavam ali porque o lugar delas é lá.
Os olhos atentos observam suas formas, a imaginação formula formas inimagináveis, as dores são aliviadas diante de tanta leveza, e após alguns minutos, tudo se dissolve, desaparece, morre.
Aquela sua nuvem sumirá e nunca, nunca mais aparecerá. E restará o lirismo escrito, a vontade de dar-lhes um pouco mais de tempo de vida.
Nuvens não gostam de morar em uma casa que tenha portas, não suportam passar as noites em um quarto, trancadas, vendo a noite ir e a manhã chegar sem cerimonial. (3h:55m)
Como seria triste, sentar na areia, sentir o vento frio da madrugada se despedindo e assanhando os cabelos e ver o nascer do sol sem nenhuma nuvem para refletir os inúmeros raios amarelos do sol.
O sol teria que acabar com a sua timidez matutina, a chuva teria que se tornar independente e fazer um acordo com o céu ou com os bicos dos passarinhos.

E outra, não tem abrigo para tanta nuvem.

Imagina todas as nuvens do céu tendo síndrome de medo de altura?
Seria o caos aéreo, terráqueo, marítimo, literalmente! 
Asilos para as nuvens maiores e mais velhinhas. Orfanatos para as nuvens que se perderem dos pais. Hotel para as nuvens turistas. Motel para as nuvens safadas. Albergue para as nuvens estudantes. Casa dos outros para as nuvens metidas. Enfermarias para as nuvens nervosas que correm risco de sofrer paradas cardíacas. Não dá para guardar nuvem no guarda roupa, uma vez que se elas inventarem de chorar com saudade da lua, do sol e das estrelas vão molhar tudo o que a de roupa e ficará um cheiro de mofo tragicamente incrível e não terá giz, carvão, sal grosso, pó anti-mofo, macumba, secador que dê jeito!
Mofo de choro de nuvem é um desastre quando não cai do céu.
Pouco me importo se as nuvens não são minhas, mas eu gosto delas.

Apenas gosto muito delas.

Não sou possessivo e não estou muito disposto a levar nuvem depressiva, por não conseguir se adaptar ao novo ambiente, para analista!
Nuvem nasce, se cria, morre e leva consigo os infinitos problemas, loucuras, rinocerontes, espadas, rostos, daqueles que se pegaram destraidos olhando para cima. Nuvens no céu, meus sonhos na nuvens e a graça da vida nos sonhos.
Melhor assim.


0 comentários:

Viva o Livre!

Declaro aberto os portões desta Sociedade Alternativa. Sintam-se platéia de um palco cheio de personagens que nem eu sei de onde vieram.
A única coisa que sei é que eles estão dentro de mim e que vão começar a aparecer.

Melhor se acomodar, que a cortina já abriu...

Curiosidades..

Minha foto
"Eu acho legal o pessoal acessar o blog e não deixar um recadinho… É massa, é a mesma coisa que você cagar e não puxar a descarga… Porque querendo ou não você usou aquilo, pode ser num momento de merda, mas usou certo? Não custa deixar um recadinho falando… legal…"

Seguidores

Blog Archive

Eu queria ser poeta. Mais sou apenas um contador de historias.